Imprimir Página

Modelo Holográfico

 

O LAUDO PARAPSICOMÉTRICO – LP
E O MODELO HOLOGRÁFICO DO UNIVERSO

Marymount Manhattan College, New York, março de 1995

Ricardo M. Tamura – Bacharel em Física e Geologia pela USP - Ex-Docente da USP

Einstein: Descrição do Efeito Fotoelétrico. 

LonghiO câncer é Suicídio  Inconsciente.

               O LP e sua Profissão: Leia a matéria…

Não é novidade afirmar que o conhecimento científico evolui todos os dias. O que poucos sabem, porém, é que, desde o final dos anos 80, tal conhecimento tem caminhado em uma direção totalmente diferente, a ponto de revolucionar a “Ciência” que a maior parte das pessoas conhece.

Resumidamente pode-se dizer que tudo começou com o advento da Teoria Quântica , no começo deste século. Elaborada por físicos do porte de Max PlanckWerner Heisenberg Albert Einstein , tornou-se a mais precisa, completa e sofisticada teoria jamais concebida pela Humanidade. Tão completa que transcendia o escopo da própria Física. Na verdade, embora suas previsões teóricas fossem sempre verificadas na prática, a filosofia por trás da teoria parecia absurda, tão absurda que o próprio Einsten voltou-se contra ela e morreu tentando provar que tais idéias não podiam ser corretas (curiosamente, Einstein não ganhou o Prêmio Nobel de Física por sua Teoria da Relatividade, mas por sua contribuição à Teoria Quântica, com a descrição do Efeito Fotoelétrico.

Os debates entre Einstein e Bohr , respectivamente contra e a favor da Teoria Quântica , tornaram-se históricos. Tal foi a agitação produzida por esses debates que muitos cientistas buscaram argumentos para solucionar o problema. E, após o trabalho de pesquisadores comoAlain Aspect David Bohm, chegou-se a uma surpreendente conclusão: não só a Teoria Quântica é totalmente precisa em suas previsões, e do ponto de vista prático, a mais perfeita teoria já elaborada, mas também do ponto de vista teórico, sua “absurda” filosofia tem de corresponder à realidade!

Como isso é possível? Esta Teoria afirma, por exemplo, que uma partícula pode estar hoje aqui e, amanhã, a 2 km de distância, sem ter estado em nenhum dos locais intermediários. Mais ainda, o resultado de qualquer experimento é, segundo esse modelo, necessariamente influenciado pela mente de quem o executa.

Conclusões como estas eram inconcebíveis no domínio da Física, mas tem-se mostrado, nos últimos anos, perfeitamente lógicas quando se considera sua interação com as demais ciências, não só a Física, mas a Química, a Biologia, a Psicologia, a Medicina, a Parapsicologia e, por que não dizer, a Religião.

De fato, a Teoria Quântica, levada às últimas conseqüências, aproxima-se muito do antes chamado “misticismo” e, mesmo, sugere fortemente a existência de Deus.

Surgiu daí uma nova concepção do universo, o Modelo Holográfico, onde não é a matéria a causa, mas a conseqüência de processos mentais.  A consciência é a geratriz da matéria e da energia, e não o contrário Fenômenos parapsicológicos, tais como Telepatia, Clarividência, Precognição e Psicocinésia, saíram do domínio da crendice para tornarem-se realidades físicas. A Medicina passou a observar os processos fisiológicos sob uma ótica totalmente nova. Descobriu-se, por exemplo, que o nosso sistema nervoso (pensante) não se concentra apenas em nosso cérebro, mas sim, distribui-se por todo organismo.

Há muitos anos, porém, um cientista brasileiro vem afirmando: “O câncer é suicídio inconsciente”. De fato, o Professor Artemio Longhi  é um pesquisador muitos anos à frente de seu tempo. Seu Laudo Parapsicométrico (LP), não fosse o mais completo Instrumento psicológico existente no mundo atual, permitiu-lhe ainda, há quase meio século, obter respostas a perguntas que só hoje estão sendo formuladas.

Antes tidos como revolucionários, os trabalhos do Professor Longhi não só são inteiramente confirmados pelo Modelo Holográfico do Universo, como também fornecem comprovação prática inédita a certos aspectos teóricos de tal modelo. Para citar um exemplo, sua observações sobre a relação entre a rejeição dos pais e os defeitos físicos observados no recém-nascido são a comprovação prática de uma das conseqüências teóricas do Modelo Holográfico. A origem do câncer pode ser tida como outro exemplo.

Mais surpreendente ainda, o LP permite concluir que um vírus com as apregoadas características do HIV não possa existir, ou não possa influenciar o corpo humano como se afirma. O Modelo Holográfico sugere que tal vírus não possa causar a AIDS. Cada vez mais vão surgindo adeptos dessa nova tendência  que indica que tal vírus não tem, provavelmente, papel preponderante no desenvolvimento dessa doença: Caso o LP fosse mais amplamente conhecido, talvez, muito teria sido poupado no investimento em uma linha de pesquisa equivocada.

Definitivamente, o LP é um trabalho pioneiro, cujas hipóteses foram confirmadas por uma teoria meio século mais jovem, e cujos  resultados permitem antever como será essa teoria meio século mais adiante.

 

NOTA Modelo Holográfico é uma representação do Universo onde, tal como num holograma, o todo está contido em cada uma de suas inúmeras partes, ou seja, a partir de qualquer parte é possível recriar o todo.

LP: instrumento pioneiro do Terceiro Milênio

Com a busca cada vez maior de uma visão integral do homem, advinda dos estudos mais avançados da Física Moderna, e que deverá mudar profundamente o entendimento do ser humano no panorama científico do Terceiro Milênio, o Laudo Parapsicométrico do Prof. Artemio Longhi constitui o instrumento pioneiro. Nele é feita uma abordagem das dificuldades totais do indivíduo, servindo não só para sua orientação profissional, mas também como inesgotável fonte de conhecimento próprio.

Maria Lúcia D. Gelosky.  – Rio de  Janeiro ,  Prof ª.  das Universidades Gama Filho e Santa Úrsula – Psicóloga.

Link permanente para este artigo: http://www.professions.com.br/?page_id=2227